Servidoras denunciam secretário da Câmara de Cuiabá por assédio sexual

196 0

O secretário de Gestão Administrativa da Câmara de Cuiabá, Bolanger José de Almeida, 71 anos, foi exonerado do cargo na última sexta-feira (30), depois de ser acusado por duas servidoras por assédio sexual.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher no dia 26. As vítimas são servidoras concursadas da Casa de Leis.

De acordo com a denúncia, Bolanger apresentava um “comportamento inadequado” e as assediava por meio de comentários inoportunos, chamando-as por apelidos e chegando a tocá-las.

Uma delas contou que trabalha na Câmara desde 2015 e, desde que assumiu o cargo, o então secretário estaria fazendo comentários que a desagradam, como “você está ficando mais corpuda e está ficando mais bonita”.

Em outra oportunidade, o acusado também chegou a chamá-la de “meu amor”, o que a estaria “incomodando bastante”.

Para a polícia, outra vítima afirmou que atua no Legislativo cuiabano há seis anos e que chegou a advertir o então secretário “de forma enérgica”.

Ela contou ainda que Bolanger “do nada aparecia na mesa dela, dizendo que no final de semana estava em um local “fino”, com várias mulheres bonitas e que conseguiu “gozar duas vezes”, mesmo com “aquela idade”.

Em outra ocasião o secretário chamou a vítima para ajudá-lo a enviar um documento e, ao se deslocar para se sentar na frente do computador o então secretário teria se levantado, passado por trás dela e pego em seus cabelos, alisando as suas costas e disse “cabelo comprido é bom para isso!”.

Por meio de nota, a Câmara Municipal de Cuiabá afirmou que Bolanger pediu seu desligamento do cargo e que a Mesa Diretora aguarda o recebimento de qualquer denúncia formal contra o ex-secretário para somente então tomar as medidas cabíveis.

“Comunicamos que o servidor Bolanger José de Almeida, entregou na última semana o pedido de exoneração do cargo de Secretário de Gestão Administrativa. Quanto a qualquer denúncia apresentada à Câmara Municipal de Cuiabá, a Mesa Diretora não se furtará em tomar as medidas cabíveis. Estamos nestes 8 meses de gestão primando pela transparência, para atender os anseios da população cuiabana”.

Reprodução: Câmara de Cuiabá

boletim contra secretario da câmara

Post Relacionado