Emanuel se sensibiliza e vai pagar documentação para liberar moto de entregador que estacionou em local proibido

162 0

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) se sensibilizou com a situação do entregador que teve a motocicleta levada por agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), próximo ao Shopping Três Américas, em Cuiabá, após estacionar em local proibido. O rapaz se ajoelhou na frente de uma agente para pedir que não levassem a moto, mas não obteve sucesso. Segundo a Prefeitura, Emanuel irá pagar a documentação da moto para ajudar na liberação do veículo.

O registro do entregador implorando para a agente da Semob foi compartilhado em páginas no Instagram e mostra o desespero do entregador ao ver sua moto sendo colocada no guincho. O homem chegou a afirmar que só estacionou em local irregular porque precisava fazer uma entrega.

“Senhora pelo amor de Deus, não faça isso. Tô pedindo de joelho para a senhora aqui, eu preciso trabalhar. A senhora está tirando o meu ganha pão, pelo amor de Deus”, dizia o homem.

A agente chega a responder o entregador afirmando que estava apenas cumprindo as regras já estabelecidas. Enquanto testemunhas pediam para que a moto fosse retirada do guincho e devolvida ao profissional, uma equipe da Polícia Militar se deslocou até o local.

Em nota, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) afirmou que a remoção aconteceu por estacionamento irregular e também que há débitos que vetam a circulação da motocicleta.

Quanto ao vídeo divulgado por meio de redes sociais, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) esclarece:

– A remoção da motocicleta deve-se ao estacionamento irregular em local proibido (destinado a embarque e desembarque), na rua Santiago, no bairro Jardim das Américas na data de sexta-feira, 10.

– A atuação da fiscalização segue as orientações descritas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O desrespeito às normativas resultou na apreensão do veículo

-Após a remoção do veículo para a plataforma do guincho, o condutor – que reconheceu o erro de estacionar em local vetado pela legislação – solicitou a liberação, o que não pode ser atendido mediante o cumprimento do estrito dever de fiscalização.

-Ainda na ocasião, a agente de fiscalização constatou a existência de débitos que vetam a circulação da motocicleta;

– A motocicleta permanece no pátio de veículos da empresa terceirizada, Rodando Legal e, mediante o pagamento das infrações, será liberada ao condutor.

-A Semob reitera que atua no estrito rigor do cumprimento à legislação e lamenta a situação.

-Sensibilizado com a situação, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, determinou a identificação do trabalhador e irá auxiliar, seguindo a legalidade, a liberação da referida motocicleta.

Fonte: Olhar Direto

Post Relacionado

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *