Chamada de Karol Conká, vereadora diz que foi vítima de racismo

35 0

A vereadora Edna Sampaio (PT) disse ter sido vítima de racismo por parte do vereador Dilemário Alencar (Podemos) durante a votação de um título de cidadão cuiabana à ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM).

 

Na sessão, o vereador criticou o voto contrário da petista à homenagem e disse que “por isso ela era conhecida em Cuiabá como Karol Conká”, cantora que participou do programa Big Brother Brasil (BBB) e saiu com índices históricos de rejeição.

 

“Hoje, fui agredida verbalmente com ofensas racistas na câmara municipal. Fui comparada a Karol Conká como se fosse depreciativo pra mim. Racistas sempre querem que nós negros sejamos mansos e ‘conhecedores do nosso lugar’. O lugar que eles querem nos confinar”, disse em uma publicação no Instagram.

 

“A gritaria histérica do vereador foi porque não voto em homenagens para gente corrupta, menos ainda para Bolsonaro e seus ministros […] O vereador Bolsonarista, racista, pode espernear à vontade”, acrescentou.

 

Veja a publicação:

 

Informações: Reporter MT

Post Relacionado