Após série de furtos, Consórcio VLT retira cabos elétricos em VG

106 0

Após uma série de furtos no cabeamento de cobre da estrutura do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), em Várzea Grande, o consórcio responsável pela obra inacabada decidiu retirar os cabos a partir desta quarta-feira (10).

 

Conforme o comunicado, a retirada está sendo feita na estrutura que fica no canteiro central da Avenida João Ponce de Arruda, à altura do Aeroporto Marechal Rondon.

 

Segundo o consórcio, os furtos dos cabos do VLT são frequentes. Em março deste ano, três homens foram presos em um carro com material da obra. Em 19 de outubro, 4 suspeitos foram presos com os cabos, depois de terem furado buracos de proteção na estação do VLT. Uma semana depois, em 25 de outubro, um homem foi flagrado roubando cabos avaliados em R$ 14 mil.

 

Nesses casos, a Guarda Municipal e a Polícia Militar fizeram a apreensão.

 

Ao todo, segundo a Guarda Municipal, 10 situações de furtos foram registradas nos três últimos meses. Além disso, a Guarda explica que em alguns casos os suspeitos fogem e não são apreendidos.

 

A obra não deve ser concluída, segundo decisão do Governo do Estado. A intenção é mudar o modal, para a instalação do BRT (ônibus de trânsito rápido). O projeto ainda está em desenvolvimento e enfrenta uma batalha judicial, com ações contra a troca ajuizadas pela Prefeitura de Cuiabá.

 

Ao todo, o VLT já consumiu pouco mais de R$ 1 bilhão.

Fonte: Mídia News

Post Relacionado