Morta com 31 facadas teria flagrado o ex se masturbando para filhas dela

72 0

Delegado Marcel Gomes, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga se Roberto Epifânio Pinheiro, apontado como autor do feminicídio seguido de homicídio que vitimou Ana Paula Pedro Ribeiro, 41, e Sebastião Antônio de Souza, 40, com 64 facadas, teria assediado sexualmente as filhas da Ana.

 

“Alguns fatos estão sendo levantados pela investigação, existe a informação de que a Ana Paula teria flagrado em duas situações o Roberto se masturbando para as duas meninas”, explicou o delegado, que passou a parte da manhã ouvindo testemunhas. Família das vítimas já foram intimadas para depor.

 

Gomes ressalta que as jovens não são filhas do Roberto, que segue foragido. Não foi informado se ele tem histórico de violência doméstica ou sexual. “Nossas equipes estão na rua na tentativa de prender o suspeito. Essas checagens estão sendo realizadas, mas a pesquisa interna será feita depois”, lembrou.

 

Mas, ele já antecipou que uma denúncia formal de Ana Paula não há. “O que há são comentários feitos para a família sobre o que estava se passando dentro de casa. Mas sobre a questão dos assédios e abusos, isso será investigado. Por uma questão de obrigação, pego cópia do procedimento e mando para a Delegacia da Mulher”.

 

Facadas dos pés à cabeça

Na cena do crime, qual o delegado afirma ser a pior já vista em sua carreira, ele relata que se analisar o corpo humano, ‘há facadas dos pés à cabeça’. “Teve facada nas costas, pescoço, mãos, braços, que indicam lesões de defesa – reação natural do ser humano, impedir que esse golpe chegue, você constata isso -, mas você verifica facadas fatais, no pescoço, peito, costas, em todas as partes do corpo”, disse.

 

Além disso, foi explicado que, pela dinâmica do local, Roberto pode ter esfaqueado Sebastião primeiro e depois ido para cima de Ana Paula. “No corpo do homem não há sinais de defesa, ele foi pego desprevenido. Você vê que na mulher já há sinais de defesa, corte nos braços e nas mãos”, explicou, ressaltando que ele não matou um para depois matar o outro, mas que desferiu as facadas de forma aleatória.

 

Velório de Ana Paula está acontecendo desde o começo da manhã desta segunda-feira (13), na casa da irmã da vítima, que fica ao lado de onde aconteceu a tragédia. Não há informações sobre o velório de Sebastião, que era morador de Cuiabá e funcionário da Copagaz.

Fonte: Gazeta Digital

Post Relacionado