“Que país é esse que tem 230 milhões de cabeças de gado e a maioria do povo não consegue comer carne” diz Lula

66 0

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou as redes sociais para falar da atual desigualdade social no Brasil, principalmente em decorrência da pandemia, e afirmou que no país conhecido mundialmente pela criação de gado terá pessoas que neste Natal não terão condições de “tomar um copo de leite”.

Nas publicações, para falar da “fome” que atinge milhões, Lula usou como exemplo a fila dos ossinhos no bairro CPA 2, em Cuiabá, que em 2021 foi manchete de sites nacionais, que destacavam famílias que chegavam de madrugada em um açougue da Capital para pegar ossos, sendo esta a única mistura de algumas delas.

“Que país é esse que tem 230 milhões de cabeças de gado e a maioria do povo não consegue comer carne? Em que as pessoas estão na fila para pegar ossos? Por que tem criança nesse Natal que não pode tomar um copo de leite à noite, que não pode comer um iogurte?”, questionou o ex-presidente.

Lula disse que apesar de todas as dificuldades de colocar comida na mesa as pessoas pobres não têm que sentir vergonha de sua situação e que deve andar de cabeça erguida, chegando a alfinetar os mais ricos.

“Andar de cabeça erguida não é uma coisa qualquer. Pessoas pobres não têm que ter vergonha de ninguém. Quem tem que ter vergonha é quem está no carrão e não tem sentimento, não tem humanismo, não tem solidariedade”, disparou.

Ao final, o petista pediu paciência a famílias mais humildes, pedindo que eles não percam a esperança e que as coisas irão melhorar. “Não foram poucas as vezes em que minha mãe com 8 filhos, sem um pedaço de pão para nos alimentar, ela dizia: Amanhã vai melhorar. Ela nunca entrou em desespero. É o que eu peço para vocês. Não percam a esperança”, finalizou.

Fonte: Vgn Notícias

Post Relacionado