VGN

Obrigado a implantar a taxa de coleta de lixo, Emanuel diz voto depende da consciência de cada vereador

8 0

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou nesta terça-feira (21.06) que não influenciará na decisão de nenhum vereador para aprovar a proposta que autoriza a cobrança da taxa de coleta de lixo por meio da fatura de água e esgoto em Cuiabá.

Segundo Emanuel, o projeto que tramita pela segunda vez na Câmara dos Vereadores de Cuiabá está sendo usado de cunho eleitoreiro. Ele explica que a proposta se adequa ao Marco Legal do Saneamento Básico, projeto sancionado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), em julho de 2020.

“Dá outra vez foi derrubado porque a oposição não leu o projeto, agora é o Marco Regulatório, é uma decisão imposta por lei federal. O Marco Regulatório obriga todas as Prefeituras, eles (vereadores) sabem disso, se não sabem deviam se preparar, precisam ler. Então, como eles são candidatos e estão com cunho eleitoreiro. Não estão pensando no município”, reclamou o prefeito.

Emanuel observou que “não existe jantar de graça” para afirmar tudo precisa ser pago, seja o serviço de coleta de lixo, de limpeza urbana, transporte coletivo, esgoto e consumo de água. “Esse serviço já vem sendo custeado pela Prefeitura e só Deus sabe como, por isso, a lei federal criou no Marco Regulatório a obrigação da cobrança dessa taxa.”

Post Relacionado

Deixe uma resposta